Diálogo Abrig promove debate sobre ESG no Brasil e tendências globais

A sigla inglesa ESG (Environmental, Social, and Governance), traduzida como Ambiental, Social e Governança, foi a pauta principal do Diálogo Abrig, evento que reuniu James Meszaros, vice-presidente da Powell Tate, e Alexandre Alves, especialista na Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID), com mediação de Giuliana Franco, coordenadora do Comitê ESG da Abrig. O bate-papo, realizado ontem (30), é fruto da parceria entre a Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig) e dois de seus associados, o escritório Nelson Wilians Advogados e a empresa Powell Tate.


Alexandre Alves abordou a importância de o governo ser catalisador da agenda de ESG no país e de criar uma dinâmica para implantação, em conjunto com o setor privado, que está na ponta do processo. Segundo ele, o caminho para a efetiva adoção de práticas e mecanismos de ESG é possível por meio do investimento de impacto, a exemplo do que já acontece nos Estados Unidos e na Europa.


Durante sua apresentação, Meszaros explanou sobre a perspectiva global em ESG, sobretudo após os recentes eventos históricos e geopolíticos - a pandemia da Covid-19 e o atual conflito na Ucrânia -, como a expansão do mercado de carbono e as mudanças climáticas que afetam questões sociais, a exemplo da migração de povos por conta da insegurança alimentar.


O executivo também falou sobre a importância do profissional de Relações Institucionais e Governamentais (RIG), que auxilia os tomadores de decisão a compreenderem a realidade do país para a criação de políticas públicas adequadas para diversas áreas, inclusive ESG. Para ele, é fundamental que o Brasil regulamente a atividade de RIG, a fim de estabelecer regras claras e transparentes para todos os agentes da área. Analisar as melhores práticas e adaptar a legislação à realidade brasileira é o caminho para aprovar uma regulamentação eficiente para o país.


A coordenadora do novo Comitê ESG da Abrig afirmou que o objetivo do grupo é dar enfoque na produção de conhecimento a fim de “evidenciar a regulação das práticas de ESG no contexto das Relações Institucionais e Governamentais, por meio de capacitações, parcerias e eventos como este que realizamos hoje”, disse.


As organizadoras do evento e representantes das associadas da Abrig, Carolina Mendes e Luciana Barbetta, falaram sobre o tema. Barbetta, head of Public Affairs Brazil da Powell Tate, acredita que os conceitos de governança e sustentabilidade são fundamentais para a relação público-privada e a temática do ESG está cada vez mais presente em diferentes setores da sociedade. Para Mendes, sócia do escritório Nelson Wilians Advogados, promover esse diálogo amplia o conhecimento ainda tão novo e restrito para o público de interesse da empresa.


Confira mais fotos no nosso Instagram


Por: Gabrielle de Castro


** Os artigos/entrevistas publicados são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles emitidas não exprimem, necessariamente, o ponto de vista da Abrig.